PolíticaTodasDoria rejeita corte do ICMS sobre combustíveis como sugerido por Bolsonaro.

Exame Exame7 de fevereiro de 2020
https://i0.wp.com/portal.maistupa.com/wp-content/uploads/2019/11/doriaj.jpg?fit=1200%2C675&ssl=1
O governador de São Paulo, João Doria, rejeitou veementemente nesta quarta-feira a ideia de os Estados reduzirem a alíquota de ICMS cobrada sobre os combustíveis como forma de compensar eventuais altas adicionais do produto devido à escalada internacional das cotações do petróleo.

“Não faz nenhum sentido jogar isso nas costas dos Estados”, disse Doria a jornalistas, após participar de leilão de rodovia paulista, na B3. “Esse assunto nem será estudado.”

Na sexta-feira passada, quando o petróleo Brent saltou 3,6% pelo acirramento das tensões entre Estados Unidos e Irã, a 68,80 dólares por barril, Bolsonaro afirmou que uma elevação no preço do petróleo poderia ser compensada por diminuição nas alíquotas do ICMS, imposto de competência estadual.

Porém, na segunda-feira, o diretor institucional do Comitê dos Secretários de Fazenda dos Estado (Comsefaz), André Horta, afirmou que os Estados brasileiros não conversaram sobre a redução do ICMS sobre combustíveis, como sugerido por Bolsonaro para aliviar as pressões sobre os preços.





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]

Enable referrer and click cookie to search for activated