RegiãoTodasMarília terá primeira associação para promover maconha medicinal

Marilia Noticias Marilia Noticias31 de janeiro de 2020
https://i1.wp.com/portal.maistupa.com/wp-content/uploads/2020/01/canabis.jpg?fit=1200%2C675&ssl=1

Evento marcado para o próximo dia 07 de fevereiro, no auditório da Famema (Faculdade de Medicina de Marília), pretende oficializar a primeira associação do Estado de São Paulo voltada à divulgação e apoio às famílias e pacientes com indicação de maconha medicinal.

Apenas duas crianças e um idoso, em Marília, estão respaldados por autorização legal para importar sementes, cultivar, colher, extrair e consumir o óleo da cannabis, visando tratamento de saúde. Em todo o país, são cerca de 50 decisões judicias que permitem a utilização.

Por sentir o drama na pele e atestar a eficácia do tratamento, as mães das duas crianças, primeiros pacientes tratados com a substância na cidade, devem assumir presidência e vice na nova entidade, que receberá o nome de Associação Cannabica em Defesa da Vida.

A autônoma Cláudia Marin é mãe do Matheus, de 12 anos. Ela conta que o filho foi diagnosticado com Epilepsia de Difícil Controle. Recentemente, descobriu que a doença foi causada por microdeleção no cromossomo, geralmente associada à uma condição rara.

“Alguém sabe o que é ver seu filho ter até 80 convulsões por dia? Foi o tratamento com medicamento importado, à base de cannabis, que melhorou a qualidade de vida dele. Foi uma luta muito grande; primeiro para conseguir o direito à importação, depois para fazer com que o SUS assumisse o fornecimento”, relembra Cláudia.





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]

Enable referrer and click cookie to search for activated
error: Content is protected !!