SaúdeTodasTupã Mirim I e II registram aumento na infestação do Aedes

Redação Redação19 de dezembro de 2019
https://i2.wp.com/portal.maistupa.com/wp-content/uploads/2019/06/dengue6.jpg?fit=1200%2C675&ssl=1

Apesar da intensificação na busca de criadouros e focos do mosquito da dengue, o departamento de Combate às Endemias registrou nesta terceira semana de dezembro aumento considerável no número de criadouros nos bairros Tupã Mirim I e II, que registraram o maior índice do mosquito Aedes aegypti em todo o município.

 Segundo o chefe do setor de Combate às Endemias, Marco Antônio de Barros, os agentes cumpriram o cronograma definido entre os supervisores de cada região e equipe, sendo encontrados 30 criadouros durante as visitas realizadas nos bairros.

“Dos 199 imóveis residenciais visitados, foram encontrados criadouros do mosquito em 15,5%, sendo em 5 ralos de garagem, 4 vasos de planta, 6 latas e 15 em recipientes recicláveis. Infelizmente, durante as visitas na área, encontramos esses focos em 6 casas. Isto não pode acontecer”, disse.

Ele explicou que o índice de infestação do Aedes verificado na área é de 2.86. Barros acrescentou que o município está prestes a completar 1 mês sem confirmação de novos casos da doença. Apesar disso, ele alerta que os munícipes precisam manter a atenção redobrada com os cuidados necessários para eliminação de criadouros do município.

“Nas demais localidades do município, a presença do Aedes é bem menor. Seguimos para 1 mês sem confirmar nenhum caso da doença. Por isso, a população precisa manter os quintais limpos e livres de quaisquer recipientes acumuladores de água”, destacou.

  O chefe do setor de Combate às Endemias acrescentou ainda que para evitar novos focos de criadouros, a Prefeitura redobrou a intensificação do trabalho de busca e eliminação de criadouros nos bairros Tupã Mirim I e II.

“Além de redobrar a intensificação, os agentes também estão orientando os moradores para que eles identifiquem e eliminem os criadouros. Eliminar o mosquito é a maneira mais eficaz de combater a dengue, pois quebra a cadeia de transmissão, acabando com o Aedes nos locais onde se reproduzem. Assim, a prevenção e as medidas de combate exigem a participação e a mobilização popular, com a adoção de medidas simples, mas que fazem toda a diferença”, disse.

Barros destacou ainda que a eficácia das ações de combate a dengue em Tupã também pode ser comprovada através do comparativo com o número de casos registrados em outros municípios. Ao contrário de inúmeras cidades do estado, onde o total de casos de dengue continua aumentando, Tupã registrou apenas 4 casos da doença em novembro ( veja quadro).

CASOS DE DENGUE EM NOVEMBRO
Município Casos
Américo de Campos 50
Andradina 45
Bauru 39
Catanduva 119
Conchal 25
Guarulhos 31
Lucélia 35
Monte Aprazível 20
Osvaldo Cruz 37
Votuporanga 31
Potim 196
Presidente Epitácio 62
Rancharia 37
Ribeirão Preto 66
São José dos Campos 30
São Paulo 37
Votuporanga 275
TUPÃ 4





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]

Enable referrer and click cookie to search for activated