RegiãoTodasAdvogado é morto após dar “conselhos e carona” para cliente, corpo foi localizado pela Polícia. Caso ocorreu em Presidente Bernardes.

Folha Regional Adamantina Folha Regional Adamantina31 de outubro de 2019
https://i1.wp.com/portal.maistupa.com/wp-content/uploads/2019/10/pres-venceslau1.jpg?fit=1200%2C675&ssl=1

Uma operação conjunta realizada pelas polícias Civil e Militar prendeu na tarde desta quinta-feira (31) o rapaz de 26 anos suspeito de assassinar o advogado e professor Wagner Alonso Álvares, que estava desaparecido desde a última terça-feira (29), e encontrou o corpo da vítima em uma fazenda localizada entre os municípios de Presidente Bernardes (SP) e Tarabai (SP).

Segundo a Polícia Militar, uma equipe encontrou primeiramente o rapaz, que confessou o crime e direcionou os policiais ao local onde estava o corpo da vítima, nas proximidades do distrito de Nova Pátria, em Presidente Bernardes.

O advogado e professor Wagner Alonso Álvares, de 74 anos, morador de Pirapozinho (SP), havia desaparecido na última terça-feira (29), após dar uma carona a um suposto cliente.

O suposto cliente, já identificado pela Polícia Civil como Douglas Fernandes da Cruz, de 26 anos, foi até a residência da vítima, a quem solicitou “conselhos”. Após o término da conversa, pediu que o advogado o levasse até o Terminal Rodoviário. Depois disso, a vítima não foi mais vista.

Cerca de uma hora depois do desaparecimento do advogado, o suspeito, conforme contou o delegado Rafael Galvão, responsável pelas investigações, foi visto por testemunhas em um bairro de Tarabai (SP) tentando vender o veículo da vítima.

A venda não ocorreu, tendo em vista que o carro foi localizado pela polícia em um matagal na zona rural, já na quarta-feira (30), em Presidente Bernardes.

No veículo, não havia vestígios de luta ou qualquer outro indício que mostrasse o que pudesse ter acontecido com o advogado.

Venda por R$ 3 mil gerou desconfiança

Conforme as informações do Boletim de Ocorrência registrado na Polícia Civil, o suspeito foi à casa da vítima para pedir que o levasse até o Terminal Rodoviário, pois havia “pessoas atrás dele”. O advogado saiu de sua residência sem celular e não retornou. A esposa da vítima, Elenita de Araújo Alonso, de 70 anos, relatou o desaparecimento à polícia por volta das 14h.

Pouco depois da comunicação, os policiais receberam uma ligação de uma testemunha, que informou que o suspeito havia ido até sua residência, em um bairro da zona rural, em Tarabai, e oferecido o veículo, um Toyota Corolla, para venda, pelo valor de R$ 3 mil.

No mercado, o carro está avaliado em mais de R$ 55 mil.

O homem, desconfiado da atitude, ligou ao cartório do município e tomou conhecimento de que o carro era de propriedade de Wagner Alonso Álvares.

O suspeito saiu rapidamente do local e abandonou o veículo, que foi encontrado em um matagal, por volta das 17h30. Estava com os vidros abertos, sem a chave e sem sinais de luta ou respingos de sangue.

Próximo ao local foram feitas buscas pelo advogado, mas não o encontraram. O carro foi apreendido pela polícia.





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]

error: Content is protected !!