RegiãoTodasEvandro Santo, ex-Pânico, relata agressão após show: ‘Homofobia e covardia’

G1 G119 de outubro de 2019
https://i0.wp.com/portal.maistupa.com/wp-content/uploads/2019/10/evandro.jpg?fit=1200%2C675&ssl=1

O humorista Evandro Santo, ex-Pânico, relatou ter sido agredido na noite desta sexta-feira (18), em Marília (SP).

A agressão, segundo o humorista, aconteceu logo após um show de comédia que ele apresentou em uma casa noturna na cidade.

Com uma foto onde aparece com o rosto inchado, o humorista usou as redes sociais para falar sobre o episódio. A postagem já teve mais de 16 mil reações no Facebook.

“Esta não é uma foto bonita e nem legal. Esta foto mostra o quanto devemos ter cuidado com pessoas com aparência “normal”, porque o ódio e a homofobia não tem cara.”

O agressor teria participado minutos antes de um quadro do show onde ganhou um selinho do humorista.

“Ele super aceitou bem, fez o Tinder, ganhou um selinho meu, deu risada assim como a moça ganhou um meu e deu risada. Saiu do palco de boa.”

Depois que o show acabou, ao sair do banheiro, o ator conta que foi surpreendido pelo rapaz e levou um soco no rosto.

“Saí tão passado que fui direto para o hotel. Não apanho desde os 13 anos de idade, por qualquer motivo.”

Humorista também disse que vai registrar um boletim de ocorrência na delegacia por conta da agressão.

Por telefone, a assessoria do humorista confirmou o ocorrido e disse que a agressão foi premeditada e incentivada pelo pai do rapaz, que não gostou da participação do filho no show.

A assessoria informou, ainda, que Evandro teve ferimentos no nariz e na boca e recebeu os primeiros socorros no local da agressão. O artista teria ido até a delegacia de Marília para fazer um boletim de ocorrência, mas recebeu a notícia de que teria que esperar quatro horas.

Ainda segundo a assessoria, como o ator tinha compromissos em São Paulo, decidiu não aguardar. Assim, a equipe informou que vai registrar o BO na capital e processar o agressor por homofobia e danos morais.

Já um dos sócios da cachaçaria onde o show foi realizado disse, por telefone, que não sabe o que motivou a agressão, mas que lamenta o ocorrido. Disse, ainda, que a empresa é contra qualquer tipo de violência e homofobia e que o rapaz foi retirado do local por amigos logo após a agressão.





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]

error: Content is protected !!