CotidianoTodasPolícia Civil investiga possível estupro em escola municipal de Marília

Marilia Noticias Marilia Noticias1 de outubro de 2019
https://i1.wp.com/portal.maistupa.com/wp-content/uploads/2017/11/policia-civil2.jpg?fit=668%2C535&ssl=1

A Polícia Civil irá investigar o possível estupro de uma criança de apenas dois anos e nove meses em uma escola de Marília. A mãe da suposta vítima registrou Boletim de Ocorrência relatando que a menina teria sido abusada dentro da Escola de Educação Infantil Lar da Criança, localizada na região central da cidade.

Segundo o BO, o caso teria ocorrido no dia 24 de setembro. Em seu relato, a mãe conta que na hora do banho, já em casa, a criança começou a reclamar de dor no ânus. Ao ser indagada sobre o que havia acontecido, contou que “foi o homem que tá na escola”.

Durante a conversa a menina teria comentado sobre um homem que está pintando a unidade de ensino e completou dizendo que o suspeito “enfiou um brinquedo no meu bumbum”. A mãe teria notado uma vermelhidão na região do ânus da criança.

Foi requisitado exame de corpo de delito e o caso segue sendo investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).

A mãe da menina também registrou uma reclamação na Ouvidoria Geral do Município no dia 27 de setembro.

Nesta reclamação consta que no dia 26 de setembro a mulher recebeu uma ligação da escola pedindo para que ela comparecesse no local.

No Lar da Criança, a mãe da menina teria conversado com duas funcionárias que perguntaram qual seria a conduta dela perante a escola.

A mulher teria dito que não queria mais que sua filha estudasse lá e que gostaria que a criança fosse transferida. De acordo com a denúncia, as servidoras negaram a existência de uma reforma no local.

No entanto, indignada com a situação, a mãe da criança ligou para outra mulher que também tem filhos estudando na escola. Segundo seu relato, testemunhas  viram recentemente dois homens jogando lixo na caçamba em frente ao colégio.

A mulher também entrou em contato com a empresa da caçamba, que está em frente da escola, e foi informada que o local realmente está em reforma. A caçamba estaria por ali desde o dia 23.

A criança ainda teria reconhecido o homem quando foi com a mãe até a escola para buscar a transferência. A menina teria dito “mãe, o moço moreno, o moço moreno”. A mãe teria perguntado “que moço?” e ela começou a relatar de novo o ocorrido.

 

Outro lado

O portal Marília Notícia pediu um posicionamento sobre o caso a Prefeitura Municipal, responsável pela unidade, mas até o momento não houve retorno. O espaço segue aberto para manifestações.





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]

error: Content is protected !!