SaúdeTodasDória sanciona lei que permite à gestante optar pela cesárea, mesmo sem indicação médica

Redação Redação26 de agosto de 2019
https://i2.wp.com/portal.maistupa.com/wp-content/uploads/2016/06/cesaria.jpg?fit=668%2C535&ssl=1

O Governador de Sao Paulo, João Doria, sancionou na última sexta-feira (23), a lei estadual que garante às gestantes, a possibilidade de optar pela cesárea a partir da 39ª semana de gestação — mesmo sem indicação médica —, bem como a analgesia, no caso de parto normal. “É justo que todas as mulheres tenham o direito à cesariana em maternidades ou hospitais da rede pública estadual se assim o desejarem”, comunicou Doria, por meio da assessoria de imprensa.

Segundo ele, a gestante deverá ser informada sobre os benefícios do parto normal e riscos de sucessivas cesarianas. “A ideia não é que se façam cesáreas indiscriminadamente, mas que ela seja uma opção. O ideal é que, tanto quanto possível, o parto seja natural, comprovadamente melhor para mãe e o bebê. A analgesia peridural é uma forma de a mulher vivenciar a experiência de ser mãe de maneira mais humana e indolor, com mais conforto e, o melhor, na companhia do pai do bebê ou outro acompanhante de sua escolha”, afirmou.

A proposta, de autoria da deputada estadual Janaina Paschoal, causou polêmica e dividiu as opiniões entre os especialistas da área. No entanto, a partir de agora, a mulher que optar pela cesárea deverá registrar sua vontade em um termo de consentimento informado em linguagem de fácil compreensão. Com a lei aprovada pela Assembleia Legislativa de São Paulo e sancionada pelo Governador, caso a opção pela cesariana não seja atendida, o médico terá que registrar as razões em prontuário. Ao divergir da opção feita pela gestante, o médico poderá encaminhá-la para outro profissional.





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]

error: Content is protected !!