CotidianoDestaqueTodasBoxes da Praça do Estádio que deveriam ser ocupados por comércios, estão sendo ocupados por andarilhos. Prefeitura não tem previsão de quando irá licitar os boxes

Redação Redação15 de agosto de 2019
https://i2.wp.com/portal.maistupa.com/wp-content/uploads/2019/06/pum8.jpg?fit=1200%2C675&ssl=1

Desde a retomada das obras do Espaço das Artes, no ano de 2011, a Prefeitura de Tupã demonstrava interesse em construir esse projeto de forma conjunta com a Praça do Estádio. Os dois projetos estão localizados na Avenida Tamoios, esquina com a Rua Tapajós. A Praça do Estádio tinha verba garantida pelo governo estadual, mas por não concluir os serviços no prazo estipulado no convênio, a prefeitura perdeu esse dinheiro. A Praça do Estádio foi construída com recursos próprios. Já as obras do Espaço das Artes deverão ser concluídas até o final deste ano, caso contrário a prefeitura também poderá perder esses recursos.
A Praça do Estádio foi concluída no dia 1º de novembro de 2018, na véspera do feriado do Dia de Finados, enquanto o Espaço das Artes aguarda a conclusão dos trabalhos. Vale lembrar que o projeto do Espaço das Artes foi iniciado há cerca de 20 anos.
Mesmo sob críticas, com denúncias sobre a estrutura da obra, a prefeitura inaugurou a Praça do Estádio, e confirmou a liberação do alvará, emitido pelo Corpo de Bombeiros.
A praça tem movimentação diária, mas o maior fluxo de pessoas ocorre aos finais de semana. Apesar de ser utilizado pelo poder público para a realização de eventos, o local ainda não cumpre sua finalidade de gerar economia e renda para o município. O projeto foi construído com a proposta de alugar os boxes construídos no local para empresas comercializarem seus produtos e transformarem o espaço em uma praça de alimentação.
Após oito meses de inauguração, nenhum boxe construído na Praça do Estádio foi alugado. A prefeitura não informou se há interesse por parte de comerciantes, ou se irá abrir um chamamento público para que isso aconteça. A reportagem entrou em contato com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Comércio Exterior, Eduardo Edamitsu, para obter informações sobre o uso dos boxes. O secretário informou, na tarde de ontem, que estava em uma reunião na cidade de São Paulo.
A Praça do Estádio abriga 12 espaços comerciais, sendo três para o setor de alimentação e nove para lojas comerciais. No dia da inauguração, a prefeitura havia informado que, em breve, iria licitar os boxes  para uma empresa que ficaria encarregada pela locação dos espaços para os empresários interessados.
A obra foi viabilizada com recursos estaduais repassados pelo DadeTur (Departamento de Desenvolvimento das Estâncias Turísticas) e complementada com recurso próprio do município.  O valor conveniado foi de R$ 711.659,62. Cerca de R$ 400 mil foram referentes à contrapartida municipal.

Andarilhos

A não utilização dos espaços atraiu a presença de andarilhos e mendigos no local, que já utilizam os boxes como abrigo, principalmente nos dias mais frios.
Já os espaços mais “escondidos” são os preferidos por usuários de drogas, que não escondem essa predileção, seja de dia ou de noite.
O fechamento de instituições que prestavam esse serviço de acolhimento fez com que os andarilhos buscassem novos abrigos na cidade, em diversas obras que se encontram paralisadas. Durante o dia, muitos andarilhos visitam locais com maior movimentação de público em busca de esmolas ou doações de alimentos.

 





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]

error: Content is protected !!