RegiãoTodasIrmãos são mortos a facadas após briga generalizada em bar em Luiziânia.

Vítimas estavam vendendo espetinhos em frente ao estabelecimento; um morreu no local e o outro no hospital.
Redação Redação15 de abril de 2019
https://i2.wp.com/portal.maistupa.com/wp-content/uploads/2018/06/policia-des.jpg?fit=615%2C300&ssl=1

Juliano Souza Amante, 26 anos, e o irmão dele, Edilson Alves de Souza, 30, morreram após serem esfaqueados durante briga generalizada em um bar em Luiziânia, há cerca de 45 km de Tupã, na noite de domingo (14).

O autor do crime seria uma trabalhador rural de 50 anos, que foi identificado, porém, não tinha sido localizado até o início da manhã desta segunda-feira (15).

Segundo o que foi informado à polícia, as duas vítimas estavam acompanhadas de outro irmão em frente ao bar, que fica na rua Euclides da Cunha, vendendo espetinhos.

Todos teriam passado o dia ingerindo bebida alcoólica e, já durante a noite, Edilson passou a chamar a atenção de um homem que estava dentro do bar.

Segundo uma testemunha, esse homem tirou a camisa, o chinelo, foi em direção a Edilson e eles passaram a discutir na rua. Eles entraram em luta corporal, foram em direção ao bar e teve início uma briga generalizada.

Facada

Durante o tumulto, Edilson foi em direção ao banheiro, onde foi surpreendido pelo investigado, que passou a golpeá-lo aparentemente com uma faca. Ferido, ele caiu no chão, entre o banheiro e a pia.

A testemunha disse que saiu para pedir socorro e deparou com Juliano caído na rua, próximo à calçada, também ferido.

A testemunha correu até o posto de saúde da cidade, pediu ajuda e Juliano foi levado ao hospital para atendimento médico. Edilson já estava sem vida quando o socorro chegou.

Segundo o boletim de ocorrência, uma enfermeira e uma médica estiveram no bar e atestaram a morte no local. Equipe da Polícia Civil acompanhou a perícia

Conhecidos

A testemunha contou que todos os envolvidos são frequentadores do bar, mas o único que não soube identificar foi o que deu início à confusão.

Juliano chegou a ser transferido de Luiziânia para o pronto-socorro de Penápolis, mas não resistiu aos ferimentos.

Créditos: HojeMais





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]