DestaquePolíticaTodasVereadores acatam denúncia contra Prefeito Ricardo Raymundo em noite agitada na Câmara Municipal.

Redação Redação2 de abril de 2019
https://i2.wp.com/portal.maistupa.com/wp-content/uploads/2019/04/denuncia3.jpg?fit=1200%2C675&ssl=1

Uma noite que certamente entrará para história de Tupã, pela primeira vez na história uma Comissão Processante é instaurada contra um chefe do executivo municipal. 

Por 10 votos favoráveis contra 4 votos contrários, a Câmara Municipal de Tupã acatou a denúncia postulada pelo advogado André Braga – Pena Castro – com base no descumprimento do Art. 37 da Constituição Federal, onde se trata dos princípios básicos da administração pública. 

Com um plenário praticamente lotado, onde de um lado estavam os apoiadores do Governo Ricardo Raymundo, formado basicamente por funcionários comissionados, secretários municipais e alguns poucos empresários, e por outro lado membros da população em geral, que apoiavam a denúncia. 

Os vereadores da Base do Prefeito, usaram a tribuna tentando demonstrar que não deveria ser aberta a investigação, sendo que o Cabo Castilho de forma veemente arrancou vaias do plenário ao sugerir que “Deus deveria sofrer um impeachment”(SIC) ao tentar defender o Prefeito. 

Já o Vereador Ribeirão, favorável a investigação, disse diretamente aos empresários, que eles deveriam estar ao lado do Prefeito, em todos os momento, principalmente evitando que o Prefeito tomasse decisões ruins, e não ir apenas na Câmara Municipal para tentar intimidar vereadores. 

Ao final das discussões foi aberta a votação, onde votaram pela investigação: Alexandre Scombatti; Amauri Mortágua; Ribeirão; Ninha Fresneda; Charles dos Passos; Eduardo Edamitsu; Paulo Henrique; Renan Pontelli; Telma Tulim e Tiago Matias. Votaram contra a investigação: Meireles; Cabo Castilho; Capitão Neves e Valter Moreno. 

O Presidente da Câmara, Pastor Eliézer de Carvalho não precisou votar, pois o pedido de investigação já havia sido aprovado com 10 votos. 

Foi sorteada a comissão processante que será integrada por, Amauri Mortágua, Charles dos Passos e Capitão Neves, sendo, Presidente, Relator e Membro, respectivamente. 

O Prefeito Ricardo Raymundo continuará no cargo enquanto houver as investigações, e deverá ser citado e após a anuência terá 10 dias para apresentar sua defesa. 

Fotos: Diego Pereira – Mais Tupã!





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]