DestaqueTodasArco-Íris completa hoje 22 anos de emancipação

Redação Redação22 de março de 2019
https://i2.wp.com/portal.maistupa.com/wp-content/uploads/2019/03/arco.jpg?fit=1200%2C675&ssl=1

Hoje é feriado municipal na vizinha cidade de Arco-Íris, que está completando 22 anos de sua emancipação político-administrativa, depois de décadas como distrito de Tupã.
Para os festejos do 22º aniversário de emancipação política administrativa de Arco-Íris, a prefeitura definiu uma programação que começou na quarta-feira, dia 20, com um Culto de Ação de Graças, na Igreja Assembléia de Deus. Ontem, foi celebrada Missa de Ação de Graças, no Paróquia Senhor Bom Jesus.
Hoje, dia 22, no 22º aniversário de emancipação de Arco-Íris, haverá uma cerimônia às 19 horas, no Ginásio Poli-Esportivo.
Já no próximo dia 24, domingo, acontece o encerramento do torneio de futebol, a partir das 8 horas, no Estádio Municipal de Arco-Íris
Finalizando, no dia 29, sexta-feira da semana que vem, será feita a inauguração da galeria de prefeitos, às 19 horas, na Câmara Municipal de Arco-Íris.

 

Muita luta
Todos sabem que o primeiro prefeito eleito de Arco-Íris, Geraldo Borges de Freitas Filho, assumiu no dia 1º de janeiro de 1997. Mas a comemoração da emancipação do município acontece no dia 22 de março, quando foi realizado o plebiscito, com a aprovação pela maior parte do eleitorado que foi às urnas.
Nos tempos em que era distrito, Arco-Íris dependia de Tupã para tudo. Mas hoje a cidade evoluiu muito, contando com todas as suas ruas pavimentadas, boa infraestrutura e contando com muitos serviços aos seus moradores.
Arco-Íris é hoje um município de economia essencialmente agrícola, com cerca de 2 mil habitantes, que se destaca na região pelo excelente atendimento na área da saúde.

 

História
O Distrito de Arco-Íris foi criado em 24 de dezembro de 1948, com sede no povoado de Santa Helena, em terras do município de Tupã e território desmembrado do distrito-sede desse município. A origem da cidade de Tupã, surgida na década de 20, está ligada aos movimentos de exploração e colonização da região localizada no espigão divisor de águas dos rios do Peixe e Feio, ou Aguapeí, então ainda coberta de matas e habitada pelos índios caingangues.

Em 1928, atraído pela fertilidade das terras e pela quantidade de madeira de lei, João Lourenço deixou a cidade de Glicério para se estabelecer no local, iniciando o plantio de cereais. Da cidade de Braúna, chegou Aurélio Moreno Zamora, que construiu a primeira casa em alvenaria de tijolos do povoado de Santa Helena. Logo em seguida, foi aberto um armazém e inaugurada uma serraria. Assim foram os primórdios da vizinha cidade.
Distrito criado com a denominação de Arco-Iris (ex-povoado de Santa Helena), pela lei estadual nº 233, de 24-12-1948, subordinado ao município de Tupã.
Elevado à categoria de município com a denominação de Arco-Iris, pela lei estadual nº. 8550, de 30-12-1993, foi desmembrado de Tupã. Mas o município foi instalado em 1º de janeiro de 1997.

 

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

 

A imagem pode conter: atividades ao ar livre





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]