DestaquePolíticaTodasInvestigação

Redação Redação10 de janeiro de 2019
https://i0.wp.com/portal.maistupa.com/wp-content/uploads/2017/06/ricardo.jpg?fit=668%2C535&ssl=1

Ministério Público abre inquérito civil público para apurar possíveis irregularidades no contrato de quase 900 mil reais para aluguel de câmeras de monitoramento pelo Governo José Ricardo Raymundo. 

Foi publicado no sistema do Ministério Público do Estado de São Paulo a abertura de um inquérito civil público, por parte do Promotor de Justiça Dr. Rodrigo Andrade de Figaro Caldeira, em face a denuncia realizada pelo Advogado André Braga (Pena Castro), acerca da contratação de uma empresa especializada para implantação de sistema de imagens CFTV e alarmes monitorados, com fornecimento de todos os equipamentos necessários para o pleno funcionamento do sistema, na forma de COMODATO!

Foi vencedora a única empresa que a presentou proposta, SERVICE TECNOLOGIA EM SEGURANCA LTDA ME (CNPJ: 04.187.648/0001-70), vencedora do procedimento, cobrará R$ 137,00 (cento e trinta e sete reais) mensais POR CÂMERA, totalizando uma despesa mensal aos cofres públicos de R$ 69.048,00 (sessenta e nove mil e quarenta e oito reais).

A denuncia de Pena Castro suscita a possibilidade de haver  indícios de  IMORALIDADE, IMPESSOALIDADE E SUPERFATURAMENTO do procedimento licitatório já em vigor. As câmeras contratadas estão sendo instaladas em diversos prédios públicos, principalmente na área da educação. 

As investigações estão apenas no início, e caso alguma prova de irregularidade seja constatada deverá ser aberta uma Ação Civil Pública. Tentamos contato com o Governo José Ricardo Raymundo sobre as investigações, mas até o fechamento da matéria não obtivemos resposta. 

Redação Mais Tupã!





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Veja também

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]