DestaquePolíticaTodasBalanço

Redação Redação2 de janeiro de 2019
https://i1.wp.com/portal.maistupa.com/wp-content/uploads/2016/10/ricardo-prefeito1.jpg?fit=668%2C535&ssl=1

Após dois anos do Governo José Ricardo Raymundo poucas promessas “saíram” do papel. 

Com o início de 2019 é hora de colocar as metas e os planos em prática, esse é o pensamento de muitos tupãenses. Da mesma forma é hora de avaliar os nossos governantes. O Prefeito José Ricardo Raymundo, logo após a vitória nas eleições de 2016 concedeu ao Portal Mais Tupã e ao jornalista Jota Neves uma longa entrevista, onde apontou diversos projetos e planos para o governo que teve início em 2017. 

A entrevista foi divida em três partes: Primeira Parte; Segunda Parte; Terceira Parte

Dentro dos vários aspectos abordados na entrevista concedida pelo Prefeito José Ricardo Raymundo e o Vice-prefeito Caio Aoqui, o primeiro ponto a ser comparado é que no início de 2019 Caio Aoqui, já não faz mais parte da base aliada de Raymundo, uma mudança significativa na estrutura política. 

Outro ponto deixado claro pela dupla Raymundo e Aoqui era que não seria dado secretarias ou espaço político em troca de apoio na Câmara Municipal, mas não foi o que aconteceu no último ano, onde vários vereadores passaram a apoiar o Prefeito Ricardo em troca de secretarias, o que foi alvo de denuncia ao Ministério Público, sob suspeita de cooptação, que culminou na denuncia contra o Vereador Tiago Matias por corrupção. 

Outro ponto defendido por Raymundo na entrevista ao jornalista Jota Neves foi a redução da Máquina Pública, onde o Governo deveria ter no máximo 12 secretarias, mas em meados de 2018 o Governo chegou a ter 17 pastas, com a criação de novas secretarias, sem contar os mais de 30 cargos comissionados que foram criados, que também estão sob análise jurídica. 

Raymundo disse que o término das obras na Avenida Tamoios eram prioridade, e que deveriam “acabar logo”. Mas com dois anos de Governo a única obra entregue foi a da Praça do Estádio, que foi inaugurada sob diversos relatos de irregularidades na obra  como rachaduras e falta de acabamentos nos banheiros. 

Conchavo! Esse foi o termo usado pelo Prefeito José Ricardo para definir acordos políticos, e que isso não aconteceria em seu governo, porém o Prefeito foi denunciado pelo Vereador Tiago Matias, que teria sido ameaçado por membros do Governo para votar em Valter Moreno, para a Presidência da Câmara Municipal, em um ato, que se comprovado, demonstra muito mais que um conchavo, mas sim um possível crime. 

Um ponto positivo neste dois anos foi a construção de creches e a ampliação de outras, para reduzir a fila de espera para as mães que precisam trabalhar. 

Ricardo destacou alguns projetos, como sendo factíveis, mas que atualmente sequer são lembrados, como, a construção de estradas marginais para implantação de empresas as margens da SP-294. Carnaval Gospel, atualmente nem o Tupã Folia, que já é tradicional, deverá ser realizado. Atualização do maquinário da Prefeitura Municipal, não há indícios de que possa acontecer em um breve espaço de tempo. 

Um dos projetos mais esperados por todos seria a criação do “Conselho da Cidade” que contaria com a participação de ex-prefeitos, empresários, agricultores e da sociedade em geral, onde seriam discutidos assuntos pertinentes a cidade de forma consultiva, mas não saiu do papel. 

O Portal Mais Tupã! está aberto ao Prefeito José Ricardo Raymundo para uma nova entrevista, onde poderá explicar a população o que deu errado, e o que deu certo nesses projetos.

Redação Mais Tupã!





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Veja também

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]