DestaquePolíticaTodasAfastamento

Redação Redação20 de novembro de 2018
https://i2.wp.com/portal.maistupa.com/wp-content/uploads/2018/11/36062885_1459854274120512_1209135118908653568_n.jpg?fit=960%2C720&ssl=1

Vereador Tiago Matias pede afastamento após denuncia de corrupção. Vereador da base de Ricardo Raymundo anunciou o afastamento nesta tarde. 

Na tarde desta terça-feira o Vereador Tiago Matias reuniu a imprensa tupãense para anunciar seu pedido de afastamento do cargo público. Matias que foi eleito com 831 votos, e compunha a base aliada do Prefeito Ricardo Raymundo foi denunciado pelo Ministério Público pelo crime de corrupção passiva. Matias disse em seu pronunciamento que irá se dedicar 100% em sua defesa. 

A denuncia que culminou com o pedido de afastamento foi realizada pelo ex-assessor de Matias, Fernando Oliver, que gravou uma conversa onde Tiago pedia que Oliver lhe pagasse parte do seu salário, caso fosse nomeado Secretário Municipal de Juventude, secretaria está que foi compromisso de campanha de Matias. 

No áudio transcrito na manifestação do MP, Matias diz para Oliver deixar certa quantia em dinheiro vivo, todo mês dentro de uma gaveta. A investigação teve início com uma representação dos vereadores Charles dos Passos e Paulo Henrique Andrade, em relação a possível cooptação por parte do Governo Ricardo Raymundo, o que até o momento não se comprovou, mas gerou a denuncia por corrupção ativa contra Tiago Matias. 

A promotoria de justiça pediu em sua manifestação inicial uma liminar, onde requisita o afastamento imediato de Matias e abertura de CEI(Comissão Especial de Investigação) para eventual cassação do mandato de Tiago Matias. O Juiz da Primeira Vara de Tupã ainda não se manifestou acerca do pedido liminar. 

Após seu pronunciamento Tiago Matias não quis responder as perguntas da imprensa que esteve reunida, mas seus advogados, Victor Anuvale e Eliseu Borsari, esclareceram que o vereador afastado está bastante abalado com as acusações, que atingem a sua honra de de sua família, que esteve presente no seu pronunciamento.  O pedido de afastamento protocolado por Matias não tem prazo determinado, mas não pode ser superior a 120 dias. Assumirá a cadeira o suplente Luis Alves, do Partido Comunista do Brasil. 

Redação Mais Tupã!





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]