CotidianoNotíciasTodasPedágios

Redação Redação18 de outubro de 2018

MPF sugere cobrança proporcional para pedágio da SP-333 em Marília.

O Ministério Público Federal (MPF) fez uma proposta a respeito da cobrança das praças de pedágio na Rodovia Dona Leonor Mendes de Barros (SP-333), em Marília (SP).

A tarifa começou a valer nesta segunda-feira (15) e muitos moradores da zona rural reclamaram que teriam de pagar o valor várias vezes ao dia apenas para ir até a cidade.

De acordo com o MPF, a melhor solução para esse pedágio, que já foi construído, é a cobrança por quilômetro percorrido. “Isso é o que vai promover justiça tarifária”, aponta o procurador da república, Diego Fajardo.

Portanto, a proposta é que o motorista que percorrer o trecho e seguir no sentido BR-153 pague, aproximadamente, 1/3 da tarifa. E quem seguir viagem no trecho completo da SP-333 pague a tarifa cheia, no valor de R$ 7,30.

Em julho de 2018, o MPF concedeu uma liminar que proibia a cobrança no pedágio. No documento, o Ministério dizia que a Entrevias, a concessionária responsável pelo trecho, teria “qualificação técnica” para adotar um sistema proporcional de tarifa.

E, no mesmo documento, o sistema proposto pelo MPF tinha o nome de “ponto a ponto”. Nele, a passagens pelo pedágio seriam registradas por meio de “tags” instaladas nos veículos.





Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso.


Comentários

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]