NotíciasRegiãoTodasEstupro de vulnerável

Mariane Mariane16 de maio de 2018

Polícia Civil de Paulínia prende mãe e padrasto por estupro de vulnerável. Mãe não denunciava por “medo de perder o companheiro”. 

 

Polícia Civil de Paulínia (SP) prendeu a mãe e o padrasto de uma adolescente de 16 anos por estupro de vulnerável. Segundo o delegado Rodrigo Galazzo, a mulher era conivente com os abusos por “medo de perder o companheiro”. “Ela não queria que a menina denunciasse. Ela sabia e não queria ficar sem o amásio”.

De acordo com a Polícia Civil, a menina resolveu fazer a denúncia após ler sobre outros casos semelhantes recentes na cidade e que resultaram na prisão dos estupradores. No dia 4 de maio, um vigilante de 56 anos foi preso por abusar das três filhas – uma delas, de 11 anos, entregou um bilhete como pedido de socorro a uma amiga da escola.

“Ela contou que foi estuprada quando tinha 13 anos e que o padrasto manteve atos libidinosos durante os últimos três anos”, explicou Galazzo.

 A mãe o padrasto foram presos temporariamente por 30 dias, e foram indiciados nesta quarta-feira (16). O delegado explicou que irá pedir pela prisão preventiva do casal.

“Por a mãe se omitir, ela vai responder pelo mesmo crime, de estupro de vulnerável”, explicou Galazzo.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso. https://portal.maistupa.com/termos-de-uso-comentarios-facebook/


Comentários

Veja também

Contato (14) 3722 8957 Endereço Rua Cherentes, 250 - 11° andar - sala 113. Tupã-SP Cep 17.600-090 e-mail: [email protected]